quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Cinco ideias para valorizar as potencialidades da região são apresentadas hoje

São hoje apresentados em Alfândega da Fé cinco projetos empreendedores ligados à região.
Surgem no âmbito do programa TransferEmpreende, um projeto que representa um investimento superior a 400 mil euros, co-financiado pelo Norte2020, e que tem como objetivo apoiar o nascimento de novos modelos de negócio ou projetos existentes que visem a promoção das potencialidades dos territórios de baixa densidade, envolvendo a captação de investidores e a orientação para mercados internacionais.

A apresentação acontece no polo da incubadora de empresas BLC3, situado em Alfândega da Fé e único na região. João Nunes, presidente e CEO da BLC3, fala mais sobre os projetos.

“São cinco projetos que envolvem oito promotores com idade media de 25 anos.

É uma apresentação inicial do projeto e de alguns promotores e, a partir daí, vamos apoiar e desenvolver o seu modelo de negócio, a sua ideia e dar-lhe corpo para transformá-las em empresas.

Os projetos que vão ser hoje apresentados têm a ver com a castanha e seus derivados, valorização da cereja para novos compostos ativos e biomoléculas, parte do setor de turismo e e-commerce, como também ao nível da atividade física com novos modelos de negócio em termos de implementação e dinamização de atividade física.”
Apesar da sua localização em Alfândega da Fé, as ajudas são destinadas também aos restantes concelhos e até mesmo a investidores de outras regiões do país.

“Nestes projetos estão a participar pessoas que não são só de Alfândega, mas também de regiões limítrofes.

É importante transmitir que é necessário captar massa crítica para o interior. Também temos interesse em apoiar, dinamizar e investir na região como um todo, não só em trás-os-montes mas também nas regiões limítrofes e zonas litorais, zonas essas onde, cada vez mais, se verifica o interesse dessas pessoas em ir à procura de novas oportunidades.

Outro contexto importante é potenciar a indústria transformadora agroalimentar, fundamental para acrescentar valor aos territórios, de forma a não se perder a cadeia de valor transformadora para outras regiões.”
Segundo João Nunes há já dois projetos de Macedo de Cavaleiros, do ramo florestal, com interesse em receber apoio da estrutura BLC3 mas encontram-se ainda numa fase inicial de consolidação.

A apresentação tem hora marcada para as 16h de hoje no Auditório Municipal de Alfândega da Fé.

Escrito por ONDA LIVRE

Sem comentários: