terça-feira, 29 de março de 2016

Investigadores de sete países europeus analisam idioma mirandês

A aldeia de Picote, no concelho de Miranda do Douro, acolhe até quarta-feira, o primeiro Encontro Internacional de Investigadores de Língua Mirandesa oriundos de seis países europeus, com a finalidade de proporcionar a partilha de saberes e experiências.
"O principal objetivo da iniciativa é o de juntar as pessoas que trabalham em torno da língua mirandesa, da investigação da segunda língua oficial em Portugal e que têm estudo publicados. Pretende-se, ao mesmo tempo, discutir os trabalhos que têm sido feitos por investigadores estrangeiros", explica António Bárbolo Alves, um dos mentores do Encontro Internacional de Investigadores de Língua Mirandesa.
A associação Frauga, através do Terra-Mater - Centro de Recursos e Investigação Multidisciplinar situado na aldeia transmontana de Picote, vai reunir investigadores universitários, oriundos de Portugal, Espanha, Alemanha, Polónia, Hungria e Roménia, que se têm dedicado ao estudo da Língua e da Cultura Mirandesas.

in:mdb.pt

Sem comentários: