terça-feira, 30 de agosto de 2016

Foi feita no Parque Biológico de Vinhais a reintrodução na natureza de uma ave de rapina noturna com a presença de um grupo de jovens

Um grupo de crianças de Vinhais assistiu, ontem, à reintrodução na natureza de uma ave de rapina nocturna, um mocho galego.
A acção foi promovida pelo parque Biológico de Vinhais em parceria com o Centro de Recuperação e Tratamento de Animais Selvagens (CRATAS) e o Hospital Veterinário da Universidade de Trás-os-Montes (UTAD).
Filipa Loureiro, médica veterinária do Centro de Recuperação e Tratamento, considera importante a participação das crianças nesta acção de forma sensibilizá-las para a protecção da natureza e dos animais.
“Sempre que devolvemos um animal à natureza fazemo-lo junto da população para a sensibilizar para esta questão da preservação do meio ambiente. Quanto mais as pessoas conhecerem mais respeito vão ter pela natureza”.
O animal foi encontrado por populares e mantido em cativeiro durante algum tempo, depois foi entregue no centro de recuperação de animais selvagens, onde foi recuperado. Ontem foi devolvido ao seu habitat natural.
A maioria das aves do Parque Biológico de Vinhais vem de centros de recuperação de animais selvagens. Em todo o país há dez centros, sendo o da UTAD o único na região transmontana.
Segundo Carla Alves, directora do parque, são muitas as crianças que ao longo do ano visitam aquele espaço, onde têm várias actividades ambientais.
“Recebemos visitas de escolas de Trás-os-Montes, Minho e Porto. O facto de o parque ter uma hospedaria com 50 camas também permite ter mais jovens e crianças. Temos um vasto leque de actividades ambientais para os mais novos”.
No Parque Biológico de Vinhais há um conjunto 12 espécies selvagens e 12 raças domésticas, autóctones da região.
As actividades de educação ambiental do parque mais solicitadas são as visitas guiadas, caça-ao-tesouro, peddy-paper, alimentação das raças autóctones e os passeios de burro mirandês.

Paulo Afonso / S.M
Escrito por Brigantia

Sem comentários: