terça-feira, 25 de novembro de 2014

Habitantes de Picote sete dias sem água

Pelos menos duas habitações estiveram sete dias sem água na aldeia de Picote, no concelho de Miranda do Douro.
A avaria nas tubagens começou na passada terça-feira e a água só voltou ontem. Belmiro Lourenço, um dos habitantes afectados, considera “inadmissível” que a Câmara Municipal de Miranda e a Junta de Freguesia de Picote tenham demorado tanto tempo a resolver a situação. 
O habitante de Picote critica o facto de, na passada sexta-feira, os técnicos terem abandonado o local a meio da tarde, deixando os moradores afectados sem água durante o fim-de-semana. ”A autarquia passou dos limites. Não se compreende que uma equipa de três elementos que se deslocou aqui durante uma semana não tivesse resolvido o problema mais atempadamente. Se existisse esta anomalia noutra localidade, não se iam embora sem resolver o problema, nem que tivessem de ficar lá até às altas horas da noite. Eles deviam ter um piquete para resolver os problemas no mais curto espaço de tempo possível”, frisa o lesado. 
Numa localidade onde existem algumas casas de turismo rural, o habitante deixa o alerta, que se a situação afectasse uma dessas casas “poderia acarretar prejuízos enormes”. 
Os moradores queixam-se do transtorno causado, sobretudo em época de frio, em que tiveram de aquecer água proveniente de um furo para tomar banho e comprar água potável. Contactado, o presidente da Junta de freguesia de Picote, Gonçalo Santos, não quis prestar declarações gravadas, limitando-se a esclarecer que se tratou de “uma fuga bastante difícil de detectar” e que a situação ficou ontem resolvida.

Escrito por Brigantia

2 comentários:

Anónimo disse...

O habitante é de Picote e não Palaçoulo.

Hengerinaques disse...

Bom dia.
Agradeço a correção.
Saudações Transmontanas.